quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

INSÓNIA COMO RESOLVER DE FORMA NATURAL

Valeriana L. é nome de um gênero de plantas herbáceas perenes da família das valerianáceas, nativas da Europa e do norte da Ásia — porém amplamente distribuídas pelo planeta, portanto encontradas também nas Américas. Inclui mais de 200 espécies. Suas flores são brancas ou róseas, e seus frutos, aquênios (diminutos, secos, indeiscentes, providos de uma só semente, que se acha inteiramente livre dentro do pericarpo fino), são realmente pequeníssimos. Chama-se valeriana, por extensão, qualquer espécie desse gênero, como, por exemplo, a valeriana-comum, ou, simplesmente, valeriana, Valeriana officinalis, com inflorescências perfumadas e raízes grossas com odor característico e forte, das quais, adequadamente tratadas (maceradas, trituradas, dessecadas e acondicionadas), se preparam medicamentos fitoterápicos de efeito ansiolítico, tranquilizante e até anticonvulsivante, classicamente utilizados em medicina, por conterem drogas ou princípios ativos que lhes conferem tais propriedades. Esta erva é especial para um sono tranquilo e relaxante. A sua raíz usada em chá é um bom tranquilizante para quem sofre de insónias e ajuda a ter uma noite ...tranquila! É uma planta com um forte aroma, até muito desagradável. Existe uma curiosidade bastante interessante a este respeito. Conta-se que este aroma é um excelente atrativo para gatos, por isto é conhecida como erva dos gatos em algumas regiões européias, e também é atrativa para as ratas. Conta-se na Europa, que provavelmente o famoso "Flautista de Hamelin" utilizou valeriana misturada com sebo para atrair os ratos e retirá-los da cidade. Mas em que situações podemos utilizar a valeriana? Ela possui uma forte ação hipnótica, ou seja, é uma planta que induz o sono. Portanto, pode ser utilizada em casos de insônia, sono leve e agitado e até mesmo em casos de hiperatividade. Apresenta ação sedativa, relaxante e é um antidepressivo suave. Também foi muito empregada na Idade Média para casos de convulsões e ataques epilépticos e é ainda muito utilizada por alguns profissionais de saúde para estes casos. Pode ser empregada em casos de pressão alta, pois apresenta ação hipotensora suave. Também apresenta ação relaxante muscular e até mesmo anestésica. Realmente é uma planta quase perfeita, só o seu aroma que é extremamente desagradável. Recomendamos, em caso de insônia, a não consumir a planta imediatamente antes de dormir, pois pode provocar uma certa agitação nos primeiros momentos para depois estimular o relaxamento. Orientamos a pessoa a tomá-la uma hora antes de dormir. Preparo um extrato da sua raiz e sempre que me chega algum caso de insónia, dou ao meu cliente algumas gotas antes da terapia e o efeito é espetacular!!

♥ De Coração a Coração ♥: RELATÓRIO DA ENERGIA PARA OUTUBRO DE 2017

♥ De Coração a Coração ♥: RELATÓRIO DA ENERGIA PARA OUTUBRO DE 2017 : RELATÓRIO DA ENERGIA PARA OUTUBRO DE 2017 Por Kate Spreckley 3 de O...