domingo, 30 de dezembro de 2012

Conhecendo mais a Acupuntura

 
Na origem da Medicina Tradicional Chinesa está a crença de que o indivíduo (microcosmo) é visto como parte integrante das forças da natureza (em inglês) que é o macrocosmo. Pela observação cuidadosa da natureza, os sábios taoístas eram capazes de perceber os padrões comuns aos ambientes externo e interno do corpo humano. Durante milhares de anos, as observações cumulativas dos sábios de toda a China levaram a um sistema confuso de diagnóstico e cura.

A Medicina Tradicional Chinesa gira em torno da idéia de um estado constante de mudança, explicado através da teoria do yin e yang.
Desta maneira, o diagnóstico se desenvolve a partir de uma imagem geral para uma descrição dos processos fisiológicos individuais do paciente. Por exemplo, no diagnóstico dos órgãos, a deficiência do qi do baço é um padrão de desarmonia. Este é um diagnóstico muito específico. No diagnóstico de oito parâmetros, o mesmo desequilíbrio é geralmente classificado como uma condição interna deficiente.

A acupuntura baseia-se no fluxo de qi, ou energia vital, através de caminhos no corpo conhecidos como canais, ou meridianos. Doze meridianos regulares correspondem aos seis órgãos yin e aos seis órgãos yang – o meridiano do baço ao órgão baço, o meridiano do intestino grosso ao órgão intestino grosso, e assim por diante. Oito meridianos extras também são usados na terapia com acupuntura.
A desarmonia em um órgão geralmente se mostra em seu meridiano correspondente: uma pessoa que tem um ataque cardíaco também pode sentir dor e dormência que percorrem o braço até o mindinho, seguindo o caminho do meridiano do coração. Os acupunturistas apalpam um ponto diagnóstico no meridiano correspondente para avaliar a saúde do órgão relacionado. Em outros casos, os próprios meridianos são tratados.

Um profissional qualificado pode tratar uma dor no ombro aumentando o fluxo de qi e sangue através dos meridianos do intestino grosso, do pulmão e do triplo aquecedor. Os órgãos relacionados a esses meridianos podem estar completamente saudáveis; esses meridianos são escolhidos porque passam pela área lesada do ombro.
 
Embora sejam profundos, os meridianos possuem pontos específicos que podem ser acessados da superfície do corpo. Existem 361 pontos de acupuntura nos meridianos, assim como vários pontos “extraordinários” que podem ou não ser localizados em um canal normal. Além disso, um grupo completo de pontos nas orelhas representa todos os órgãos do corpo e pode ser usado para tratar uma grande variedade de enfermidades. O uso desses pontos é conhecido como auriculoterapia.

Um dos pontos mais importantes da acupuntura, o zusanli, é utilizado para tratar dor no estômago, vômito, indigestão, diarréia, constipação, tontura, cansaço e baixa imunidade. A penetração da agulha geralmente alivia a dor no estômago de imediato. Pesquisas modernas confirmaram que a aplicação de moxa ou agulhas nesse ponto realmente aumenta a contagem de leucócitos (que combatem os organismos causadores de doenças que invadem o corpo).
 
Os pontos da acupuntura podem ser estimulados por meio da pressão, calor ou penetração de agulha. Cada ponto possui um conjunto específico de funções. Algumas dessas funções têm efeitos locais, enquanto outras são sistêmicas (afetando os sistemas do corpo como um todo). Por exemplo, o meridiano do estômago consiste de 45 pontos, estendendo-se da cabeça aos dedos dos pés. Um ponto exatamente abaixo do joelho conhecido como dubi, ou estômago E 35, é usado quase exclusivamente para a dor no joelho (um efeito local), enquanto o ponto 7,5 cm abaixo dele, chamado de zusanli (estômago E36), possui uma função sistêmica energética.

acupuntura é praticada desde os tempos remotos com agulhas feitas de pedra, madeira, marfim ou osso. Os especialistas modernos utilizam agulhas de aço inoxidável de qualidade cirúrgica com um cabinho enrolado com arame para segurar melhor. Algumas agulhas são revestidas com prata, ouro ou cobre para se obter efeitos especiais do tratamento, como tonificação ou sedação, mas a maioria das agulhas é de aço puro.
 
Antigamente, as agulhas eram colocadas em autoclave, um dispositivo usado para esterilizar instrumentos cirúrgicos e odontológicos após cada uso. Entretanto, com o aumento da ocorrência de hepatite e AIDS/HIV, a maioria dos acupunturistas no ocidente usa agulhas descartáveis pré-esterilizadas para garantir segurança absoluta. As agulhas são utilizadas somente uma vez e, então, descartadas como lixo hospitalar.

A OMS (Organização Mundial da Saúde) elaborou uma lista de doenças para as quais o tratamento com acupuntura é efetivo. Naturalmente, a acupuntura é especialmente conhecida por seu tratamento da dor; é tão eficaz que é usada como um substituto da anestesia em alguns procedimentos cirúrgicos nos hospitais chineses!

♥ De Coração a Coração ♥: RELATÓRIO DA ENERGIA PARA OUTUBRO DE 2017

♥ De Coração a Coração ♥: RELATÓRIO DA ENERGIA PARA OUTUBRO DE 2017 : RELATÓRIO DA ENERGIA PARA OUTUBRO DE 2017 Por Kate Spreckley 3 de O...