quarta-feira, 29 de agosto de 2012

TRATANDO A FIBROMIALGIA COM ACUPUNTURA



O termo fibromialgia refere-se a uma condição dolorosa generalizada e crônica. É considerada uma síndrome porque engloba uma série de manifestações clínicas como dor, fadiga, indisposição, distúrbios do sono . No passado, pessoas que apresentavam dor generalizada e uma série de queixas mal definidas não eram levadas muito a sério. Por vezes problemas emocionais eram considerados como fator determinante desse quadro ou então um diagnóstico nebuloso de "fibrosite" era estabelecido. Isso porque acreditava-se que houvesse o envolvimento de um processo inflamatório muscular, daí a terminação "ite".

A partir da década de 80 pesquisadores do mundo inteiro têm se interessado pela fibromialgia. Vários estudos foram publicados, inclusive critérios que auxiliam no diagnóstico dessa síndrome, diferenciando-a de outras condições que acarretem dor muscular ou óssea. Esses critérios valorizam a questão da dor generalizada por um período maior que três meses e a presença de pontos dolorosos padronizados.
Reconhecida há apenas 10 anos, esta doença atinge mais mulheres acima dos 40 e ainda não tem cura, mas já pode ser tratada.

 formas de controlar e amenizar os efeitos desta doença:
  1. Exercícios físicos de baixo impacto (sobretudo caminhadas ou natação) para aumentar a produção da endorfina e melhorar a oxigenação muscular.
  2. Alongamento para aliviar a sensação de dor provocada pela contração muscular excessiva, comum em pacientes com fibromialgia.
  3. Acupuntura para melhorar a qualidade do sono, estimular a produção de serotonina e endorfina e combater a depressão e a ansiedade, e diminuição da dor.
  4. Redução das situações de estresse procurando fazer pequenas pausas de descanso ao longo do dia para evitar a fadiga.
  5. Técnicas de relaxamento: ioga, meditação, massagem, meditação, massagem e hidroterapia (a água também ameniza a dor).
Através da Acupuntura, da Massagem e do shiatsu, possibilita-se a diminuição das substancias tóxicas liberadas pela dor, pela ansiedade e o estresse restabelecendo assim o pH sanguíneo.
Relaxa a musculatura e libera endorfina (substancia do bem estar).
Traz beneficio meditativo, onde já que durante o tratamento o individuo é induzido a um estado de relaxamento profundo.
Restauraprofundamente o contato da pessoa com seu próprio ser, dando a ele a oportunidade de lidar melhor com as crises
A fibromialgia afeta até 1 em cada 50 pessoas. A maioria das pessoas com fibromialgia são mulheres. Porém, homens e crianças também podem ter essa desordem. A maioria das pessoas é diagnosticada durante a meia idade.

Pessoas com certas doenças podem ter maior probabilidade de ter fibromialgia. Essas doenças incluem:
  • Artrite reumatóide
  • Lupus eritematoso sistêmico
  • Artrite espinal
Mulheres que têm algum membro da família com fibromialgia possuem maior probabilidade de também sofrerem essa desordem.
Sintomas mais comuns:
  • Dor generalizada pelo corpo por, pelo menos, três meses.
  • Sono inquieto, superficial e não-restaurador (o paciente já acorda cansado).
  • Cansaço, perda de energia e diminuição da resistência a exercícios físicos.
  • Cólon irritado (diarréia alternada com prisões de ventre) e outras disfunções intestinais.
  • Formigamento e dormência nos braços, pernas, rosto e, sobretudo, nas mãos e nos pés.
  • Depressão de ansiedade crônicas.
  • Cefaléia.
  • Sensação de inchaço nas articulações.
  • Rigidez muscular.
  • Desconforto diante de mudanças.

ESCUDO DO SUL

INOCÊNCIA CRIANÇA INTERIOR Terra vermelha, Escudo do Sul, Criança plena de maravilhas, Ensina-me a soltura, O riso é sua Entrega...