sábado, 9 de abril de 2011

Novos estudos recomendam a acupuntura em diversas áreas


A acupuntura é baseada na restauração do funcionamento neural do organismo. Ela é expert em fazer a neuromodulação de tudo que envolve o sistema nervoso central e periférico – explica o médico especialista em acupuntura Fernando Genschow, secretário-geral do Colégio Médico Brasileiro de Acupuntura.
Formado por células que se interconectam, o sistema nervoso detecta estímulos internos e externos, desencadeando respostas musculares e glandulares. Por isso, é considerado o integrador do organismo com o meio ambiente.
Genschow lembra que, além da dor, a prática milenar responde bem aos problemas relacionados aos neurotransmissores do organismo. Como exemplo, o médico cita hipertensão arterial, transtornos do sono, síndromes do equilíbrio, asma, alergia, refluxo gástrico, síndrome do intestino irritável, prisão de ventre crônica, disfunção erétil, incontinência urinária e até mesmo infertilidade masculina e feminina.
Além do tratamento das dores físicas, a acupuntura é estudada para combater problemas de origem psiquiátrica e comportamental, como ansiedade ou compulsão alimentar.
 O bancário Mauro Machado, 58 anos, conta que a técnica chinesa o ajudou muito a controlar a ansiedade e, consequentemente, diminuir o apetite. Além disso, as agulhas foram importantes para regredir uma artrose que o impedia de pegar objetos.

– Eu não tinha mais força para segurar nada. Estava ficando muito sério. Com a acupuntura, melhorei tanto que tive ânimo de voltar a estudar bateria. É uma técnica que vem dando certo há milênios – conta.

Menos sintomas e mais esperança

Também na área oncológica, um estudo do Northwestern Memorial Hospital e do Robert H. Lurie Comprehensive Cancer Center da Universidade Northwestern, em Chicago, mostrou que a medicina integrativa, incluindo a acupuntura, melhora a qualidade de vida e diminui as dores neuropáticas dos pacientes de câncer.
– Nossa intenção é tratar toda a pessoa, não apenas a doença – explica a médica Melina Ring, diretora do Centro de Medicina Integrativa e Bem-Estar do hospital.
Entre as principais queixas dos pacientes submetidos à quimioterapia e à radioterapia estão tensão muscular, dores, náusea e fadiga. Com as sessões de massagem e acupuntura, eles relataram melhora em pouco tempo de tratamento. Embora reconheça que as técnicas não curem o câncer, Ring cita os efeitos benéficos:
– Estudos mostram que 77% dos pacientes de câncer que recebem tratamento complementar acreditam que a qualidade de vida aumentou, e 73% dizem que se tornaram mais esperançosos.

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Benefícios da Acupuntura


Apesar de ainda ser considerada uma terapia alternativa e ser tratada com certo receio por algumas pessoas, a Acupuntura vem a cada dia ganhando espaço entre os tratamentos de diversas patologias. Acredito que esse avanço seja em parte devido aos resultados insatisfatórios ou insuficientes de alguns tratamentos convencionais. Muitos pacientes chegam ao consultório com o relato de já ter passado por diversos médicos, feito vários exames, tomado medicação e não obtiveram melhora de seus sintomas. Muitas vezes, nem o diagnóstico do seu problema (o que para muitos já é suficiente). De maneira nenhuma isso deve ser tomado como regra, já que a Medicina Ocidental tem os seus méritos e excelentes resultados em uma diversa gama de patologias. Contudo, a Medicina Chinesa vai mais fundo no que diz respeito ao tratamento da causa dos sintomas. Trata o paciente de forma global, equilibra seu fluxo de energia no corpo, seda o que está em excesso e tonifica o que está em deficiência. Corpo e mente harmonizados fazem um indivíduo saudável, e é assim que a Acupuntura trata os diversos males sofridos por aqueles que procuram essa terapia.
Por ser um tratamento de natureza essencialmente preventiva, a Acupuntura aumenta determinantemente a resistência do organismo, fortalecendo a sua capacidade intrínseca de se defender das doenças. As observações clínicas e os experimentos científicos confirmam que esse tratamento regula e melhora as funções imunológicas, fortalecendo seu poder de se defender contra qualquer doença. Essa sua particularidade de prevenir doenças a torna de grande valia para a saúde em geral, por diminuir muito o número de doentes e, conseqüentemente os gastos individuais e públicos com a saúde, nos países onde o método já é praticado

Ciência Comprova os Benefícios da Acupuntura


Cientistas do University College of London e da Southampton University, disseram ter provas de que a Acupuntura realmente funciona. Cépticos afirmaram que qualquer benefício com o uso da técnica, que tem origem na Medicina Tradicional Chinesa, decorre da esperança que o paciente tem em relação ao tratamento.
Os investigadores fizeram diversos testes e estudaram os cérebros de voluntários. O resultado do trabalho foi publicado no jornal especializado NeuroImage. Eles usaram tomografia por emissão de posítrons (PET, na sigla em inglês) para ver o que acontece nos cérebros das pessoas que se submetem a tratamento com Acupuntura para aliviar a dor causada por artrite.

Cada um dos 14 voluntários submeteu-se a três intervenções, numa ordem aleatória. Numa das intervenções, os pacientes foram tocados com agulhas grossas, mas sabiam que não teriam a pele perfurada e que a experiência não teria valor terapêutico.

Outra intervenção envolveu um tratamento com agulhas especialmente desenvolvidas, para dar a impressão de que a pele estava a ser penetrada, embora isso não tenha realmente ocorrido. As pontas dessas agulhas desaparecem dentro do corpo da agulha quando pressionadas.

A terceira intervenção era realmente
Acupuntura. Quando os pesquisadores analisaram o resultado da PET, descobriram diferenças marcantes entre as três situações. Apenas as áreas do cérebro associadas com a sensação de toque foram activadas quando os voluntários eram tocados com agulhas grossas.

No caso das agulhas cujas pontas desapareciam, uma área do cérebro associada com a produção de opiáceos naturais - substâncias que aliviam a dor - foi activada. A mesma área foi activada com a acupuntura de verdade, mas, além disso, outra região do cérebro, a insular, foi estimulada pelo tratamento.

Essa região já era conhecida por estar associada à
Acupuntura e porque, acredita-se, que esteja envolvida na modulação da dor.

Sarah Williams, do Conselho de Acupuntura Britânico, disse: "É uma notícia muito positiva para a Acupuntura, e essa pesquisa é uma excelente ilustração do que os acupunturistas já sabiam há muito tempo".

Fonte: NeuroImage Journal

UMA OPORTUNIDADE DIVINA

UMA OPORTUNIDADE DIVINA Seres de Cristal Por Sandra M. Luz 06/03/2017 Me coloquei como um canal para os seres estelares e me pe...